O uso dos EPIs na empresa, além da sua função de proteger o funcionário, aumenta a produtividade e reduz os custos gerais relacionados a encargos de acidentes de trabalho e com a saúde dos trabalhadores, retrabalho em certos setores da produção, entre outros. Mas será possível diminuir os custos que a empresa tem com os EPIs? Confira a seguir:

A calculadora comparativa que avalia qual EPI apresenta a melhor relação custo-benefício, pode ser realizada no Excel, a qual auxilia a refletir sobre a melhor opção tendo como base os quesitos: Economia, conforto, produtividade e bem-estar geral do usuário.

O objetivo da ferramenta é calcular de forma simples o custo benefício do produto, fazendo uma comparação com o atual, sem considerar outros fatores como lavagem/ higienização. Toda avaliação de EPI deve ser feita por um técnico de segurança, que fará uma correta avaliação dos perigos do trabalho e emitirá um relatório técnico para isso.

Fonte: Volk do Brasil.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! 😉