No dia 3 de julho de 2016 entrou em vigor a RDC 26, resolução da ANVISA que exige a advertência nos rótulos de alimentos a presença de ingredientes que possam causar alergias.
Os alimentos que passarão a ser indicados , segundo a normativa são: Trigo, centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas, crustáceos, ovos, peixes, amendoim, soja, leites de todas as espécies de animais mamíferos, amêndoa, avelãs, castanha-de-caju, castanha-do-brasil ou castanha-do-pará, macadâmias, nozes, pistaches, pinoli, castanhas e o látex natural.
As embalagens de produtos que contém esses ingredientes, deverão informar e ter avisos como: ALÉRGICOS: CONTÉM ou CONTÉM DERIVADOS DE (nome da substância).
O látex natural ou seus derivados podem existir em diversos materiais que entram em contato com os alimentos, como: Luvas para manipulação, embalagem, adesivos e máquinas que processam os alimentos.

Caso sua empresa utilize luvas de látex natural na manipulação dos produtos, é interessante a migração para luvas nitrílicas ou de materiais que não contenham látex natural. Mas se a opção for utilizar luvas de látex, sinalize na embalagem dos produtos.

 

Ficou com alguma dúvida? Então deixe um comentário!

Compartilhe:
Artigo anteriorAcidentes mais comuns com as mãos
Próximo artigoPor que usar EPI ?
Eloisa Bezerra
Idealizadora do Blog Diário do EPI. Técnica em Segurança do Trabalho e acadêmica do curso de Engenharia de Produção. Você pode falar comigo pelo email: diariodoepi@gmail.com ;)