Resíduos Industriais

Você sabia que a produção de resíduos industriais no mundo hoje, gira em torno de dezenas de milhões de toneladas por ano? Sim, tudo isso!

Conforme as normas estabelecidas pela ABNT, resíduos sólidos são materiais em estado sólido ou quase sólido, que resultam de atividade industrial, hospitalar, doméstica, comercial, agrícola, serviços, e de varrição.

Resíduo perigoso é o lodo proveniente de sistemas de tratamento de água, bem como determinados líquidos cujas características tornem inviável seu lançamento na rede pública de esgotos ou rios e lagos.

Todo resíduo é classificado de acordo com sua periculosidade, que devido suas propriedades físicas, químicas ou infecto contagiosas, podem apresentar riscos à saúde pública ou ao ecossistema. Essas classes de resíduos são conhecidas como perigosos, inertes e não inertes.

Os resíduos perigosos são aqueles com características de corrosividade, inflamabilidade, toxidade, reatividade ou patogenicidade. Os resíduos não inertes são aqueles com características de combustão, biodegradabilidade ou solubilidade em água. E os resíduos inertes são aqueles que não são decompostos de imediato como tijolos, alguns plásticos, vidros e borrachas.

É importante que façamos o gerenciamento dos resíduos nas indústrias, para preservar o meio ambiente, evitar sanções administrativas e ainda mostrar à comunidade sua preocupação e responsabilidade socioambiental. A gestão dos resíduos, quando inclusa à estratégia de negócio da empresa, reduz o desperdício gerando economia e até mesmo lucro para a organização.

André Ruediger: 31 anos, Catarinense, Engenheiro Ambiental, Pós Graduando Engenharia de Segurança do Trabalho e Administração Estratégica, Proprietário da empresa Senso Ambiental, Responsável por SSMA em empresa têxtil de Blumenau, Brigadista Particular, Qualificação em Operações de Segurança Empresarial.